agriculture

A indústria da Pesca em Israel

A indústria da Pesca em Israel teve início no norte do país. No começo da década de 50, esta indústria era predominantemente focada na produção do peixe carpa, muito utilizado no preparo das refeições do Shabat. Nas décadas seguintes, lagos artificiais foram construídos próximos das áreas costeiras e do Mar da Galiléia, o que permitiu aos criadores de peixes fornecerem uma maior variedade de tipos de peixes de acordo com as exigências do país na época.
Embora atualmente a criação de Tilápia (St. Peter) e da carpa seja extremamente elevada, a indústria pesqueira do país expandiu-se e incluiu várias outras espécias de Peixes como o Mullet – a tainha, assim como o Robalo, Dourado e a Truta.
Além disto, houve o crescimento da demanda de peixes ornamentais para aquários, como o peixe koi, o peixinho dourado e muitos outros. A maioria destes peixes são voltados para a exportação, para serem posteriormente vendidos por aquaristas em todo o mundo. Israel tornou-se um dos maiores fornecedores mundiais neste mercado de peixes ornamentais.

Uma vez que ficou claro que Israel ainda continuava importando muito peixe para consumo alimentar de sua população, o país surgiu com uma idéia revolucionária para aumentar a produção de peixes: transferiu a indústria da pesca para a região sul do país. E foi justamente neste pedaço de terra no meio do deserto que estavam as melhores condições para o crescimento da indústria pesqueira, aliada aos baixos custos e da expansão da presença das hightechs na região, extremamente úteis para o desenvolvimento da ecnomomia nacional e o aumento populacional e de oportunidades em empregos na área do Deserto do Neguev.
A criação de peixes nas águas salobras do deserto foi implantada com sucesso e tornou-se uma solução rápida e eficiente para o fornecimento de proteínas às populações em todo o mundo, especialmente nos países em desenvolvimento.

    Contato






    * Campos obrigatórios